Entorses

entorses-de-tornozeloAs torções ou distensões de ligamentos são mais comuns do que imaginamos. Elas não afetam apenas os atletas, e na verdade qualquer incidente doméstico pode provocar uma entorse.

As regiões mais comuns onde ela costuma ocorrer são:
• Tornozelo
• Cotovelo
• Pulso
• Polegar
• Pescoço
• Joelho
• Ombro

Dependendo da atividade que realizarmos podemos sofrer uma entorse em um lugar determinado, ainda que em quase todos os casos (que não incluam atletas) é devido a um mau movimento ou a um acidente doméstico.
Existem três graus de entorses:
Primeiro grau
Uma distensão em primeiro grau é parcial, não inclui a ruptura do ligamento e podem ser realizados alguns movimentos muito leves. A recuperação é total e não ficam sequelas posteriores.
Segundo grau
Os ligamentos se rompem parcial ou totalmente, os movimentos são anormais e a dor é muito intensa. A recuperação da lesão de segundo grau é alcançada por completo se a pessoa fizer o repouso necessário.
Em alguns casos podemos ter sequelas leves.
Terceiro grau
No terceiro grau, a ruptura do ligamento é total e ainda há uma ruptura óssea. É necessário um tratamento cirúrgico para reparar os danos e quase sempre ficam sequelas que podem variar entre moderadas e graves dependendo do caso em questão (rigidez, fragilidade e dores, por exemplo).

Tratamento e fases de reabilitação das entorses
Estes são aplicados para as fases 1 e 2, porque a 3 requer atenção médica imediata.
• O repouso é muito importante, sempre com a extremidade elevada para que o edema drene e a região afetada não se inflame.
• Por outro lado, recomenda-se aplicar gelo porque diminui o inchaço e a dor. Além disso, ajuda a reduzir o processo de recuperação. Envolva alguns cubos de gelo em um lenço limpo e seco e aplique na área afetada até que eles derretam. Repita a cada três horas durante os primeiros três dias.
• Em função do grau da entorse pode ser necessário imobilizar a extremidade afetada. Por exemplo, pode-se usar faixas, talas, ou até gesso. Durante todo este tempo se aconselha também consumir algum tipo de anti-inflamatório para evitar a for, principalmente na hora de dormir.
• À noite, convém deixar a área elevada sempre que possível, usando almofadas, por exemplo.

As fases de reabilitação para entorses de primeiro e segundo grau são três:
Fase 1 (primeiras 72 horas)
É preciso o repouso absoluto com a extremidade para o alto, a aplicação e gelo e a utilização de uma faixa na região.
Fase 2 (entre o 4º e o 7º dia)
O repouso é relativo e, no caso de ser necessário, pode-se usar muletas para apoiar o corpo ao caminhar. É importante não forçar a articulação ao tentar fazer qualquer tipo de atividade ou movimento.
Muitas pessoas colocam um tipo de bandagem elástica que pode ser encontrada em algumas farmácias.
Fase 3 (a partir da segunda semana)
Neste momento deve-se usar bandagens de compressão para que o edema desapareça por completo e passe a doer cada vez menos. Com exercícios de fortalecimento iremos conseguindo cada vez mais mobilidade e vão desaparecendo os incômodos.

Aryã Vassura

Esta entrada foi publicada em Dicas de beleza e marcada com a tag , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


+ 7 = treze

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>